Quem Somos 

 

O PROJETO

 O Projeto Umband´Boa nasceu em agosto de 2013, durante os ciclos de estudos de Umbanda da Sociedade Espírita de Umbanda Bom Pastor (SEU Bom Pastor), localizada em Sorocaba/SP, uma casa fundada em 1972 pelo finado Babalaô Osmildo Colli, dentro dos mais puros fundamentos da nossa querida religião.

Integrantes

O Pai Pequeno da casa, Sacerdote de Umbanda Márcio Kain, formado pela Federação de Umbanda do Grande ABC, sempre teve este sonho que era levar a Umbanda ao maior número de pessoas possível, entretanto, com um diferencial: desmistificá-la o máximo possível, desfazendo mitos criados por muitos "pais de santo" que se utilizam do nome da nossa religião para auferir altos lucros, ludibriando as pessoas que depositam em nossos Orixás e na espiritualidade, a sua esperança e boa fé.

E Márcio sabia que conseguiria um resultado melhor se isto fosse realizado através de um canal do YouTube, tendo em vista as novas tendências de mídia e a tecnologia hoje disponível.

Quando lançou a ideia, perguntando quem estaria interessado em ajudar a levar este trabalho à frente, Márcio teve a adesão imediata do aluno Nilton Luiz Severino, jornalista, publicitário e historiador, que havia chegado à casa fazia 5 meses. Ele é o responsável pela produção, gravação e edição dos programas, da administração do canal e da divulgação nas redes sociais, elaboração, manutenção e atualização deste site. Nos primeiros programas tivemos também a participação do médium Clóvis Paino, que auxiliou na gravação dos primeiros vídeos, a quem agradecemos pela força e encorajamento na continuidade do trabalho.

Expectativas superadas

O volume de audiência e o número de inscritos em nosso canal superou todas as expectativas que tínhamos, uma vez que se trata de um público bastante segmentado. Com um ano e meio no ar, atingíamos em março de 2015 o total de 4600 inscritos e mais de 300.000 visualizações dos nossos programas. A marca que esperávamos para começarmos a elaborar este site, com o objetivo de levarmos maior conteúdo ainda aos nossos irmãos que tanto nos prestigiam.

Nilton, Márcio e Clóvis após a gravação do primeiro programa.